Lugares para Lua de Mel no Brasil

Lugares para Lua de Mel no Brasil

Para quem está se casando agora está procurando alguns lugares para lua de mel no Brasil, mais não teve tempo de procurar. Não se preocupe, selecionamos alguns dos melhores roteiros para lua de mel no Brasil para os recém casados.

Espero que gostem das dicas de lugares para lua de mel no Brasil.

 

1 – Fernando de Noronha

O paraíso existe, fica na Terra, no Brasil e tem nome e sobrenome: Fernando de Noronha. Com areias douradas, mar em tons de azul turquesa e verde esmeralda, corais, vida marinha esplendorosa, mata, formações rochosas. O local é perfeito para passar a lua de mel com seu amor. Cada tostão gasto na ilha é muito bem recompensado pelos cenários vislumbrados em cima e embaixo
d´água.

 

2 – Ilha Grande

Maior ilha da baía de Angra dos Reis, Ilha Grande reúne mais de cem praias – entre elas, algumas das mais bonitas do Sudeste brasileiro, como Lopes Mendes, Aventureiro e Cachadaço. As águas cristalinas abrigam rica vida marinha; as trilhas em meio à mata Atlântica que levam às enseadas descortinam ainda rios e cachoeiras. Um lugar perfeito para passar a lua de mel no Brasil.

 

3 – Búzios

Destino mais cobiçado da Região dos Lagos, Búzios vai além das belezas naturais, dignas de cartão-postal, sendo procurado como um dos lugares para lua de mel no Brasil. O balneário tem cerca de vinte praias, cada uma com estilo próprio. Geribá, por exemplo, é território dos surfistas e da paquera, enquanto Azedinha é um mar de tranquilidade e Ferradura atrai famílias com crianças.

 

4 – Natal

Os 400 quilômetros de costa de Natal e arredores, emoldurados por dunas, recifes, falésias e piscinas naturais, fazem da capital do Rio Grande do Norte um dos lugares para lua de mel no Brasil mais procurados do país. Junte-se a tudo isso passeios de bugue, rústicas vilas de pescadores, natureza preservada, noite agitada e sol quase todos os dias do ano.

 

5 – Campos do Jordão

Campos do Jordão faz jus ao glamouroso título quando chega o inverno no Hemisfério Sul. Emoldurada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira e pelos bosques coloridos com o amarelo dos plátanos, a cidade capricha na arquitetura típica européia, na gastronomia que combina sabores e receitas do Velho Mundo e na programação erudita do Festival de Inverno, um dos mais conceituados do país quando o assunto é música clássica.

 

6 – Porto de Galinhas

Localizada no município de Ipojuca, a 70 quilômetros de Recife, Porto de Galinhas é emoldurada por piscinas naturais com águas mornas e transparentes repletas de peixes coloridos e jangadas deslizando de um lado para o outro na maré baixa. Mas tem também praias com ondas fortes, perfeitas para a prática de surf – não é à toa que a praia de Maracaípe é um dos cenários do Campeonato Mundial de Surf, sediando as etapas do mês de outubro. Os esportes náuticos, aliás, vêm ganhando cada vez mais adeptos na região, transformando a praia de Muro Alto em point dos apaixonados por esqui aquático, wakeboard e jet-ski.

Apesar das ruas estreitas e da vida correr devagar em Porto de Galinhas, a vila ferve no verão, quando recebe turistas de todas as partes do Brasil, além de estrangeiros dos quatro cantos do planeta.

 

7 – Itaparica

Maior ilha da Baía de Todos os Santos, Itaparica tem 240 quilômetros quadrados de extensão. Destino badalado no passado, mantém suas vantagens: ambiente pacato alcançado em viagem de apenas 20 minutos de catamarã a partir de Salvador e bonita vista da capital.

A ilha é dividida em dois municípios. O que dá nome à área guarda casarões coloniais e construções que datam dos séculos 17 e 18, como a igreja de São Lourenço (1610), Fortaleza de São Lourenço (1711), Capela de Nossa Senhora da Piedade (1622) e Fonte da Bica (1842).

Já Vera Cruz abriga as melhores praias – protegidas pelas barreiras de corais, têm águas calmas e com poucas ondas. As mais procuradas são Barra Grande, em frente à vila e boa infra-estrutura; Aratuba, que ganha piscinas naturais na maré baixa; Ponta de Areia, com barracas; e Tairu, contornada por coqueiral e recifes. Na praia da Penha, o sossego é garantido –  os frequentadores costumam ser os proprietários das luxuosas casas e  só aparecem no verão.  Além da bonita vista de Salvador, Penha oferece quiosques rústicos que capricham nas receitas à base de caranguejo.

 

8 – Bonito

Bonito seria uma pacata cidadezinha do interior se, em meados dos anos 70, o peão de uma fazenda não tivesse descoberto um buraco no chão. Dentro do buraco de 72 metros de profundidade – batizado de abismo Anhumas – havia um imenso lago de águas cristalinas tomado por estalactites. Aos poucos, o tal buraco, a encantadora gruta da Lagoa Azul, as cachoeiras e os rios incrivelmente transparentes e repletos de peixes coloridos ganharam fama e infraestrutura turística, tornando a região, na década de 90, uma espécie de Disney ecológica.

Cavernas e quedas d´água transformaram-se em pano de fundo para a prática do rapel; as matas foram cortadas por trilhas planejadas e circuitos de arvorismo; e os rios – verdadeiros aquários naturais graças ao calcário das rochas que contornam os leitos – viraram cenários para mergulhos autônomos e livres. E assim deverá continuar para sempre.

 

9 – Canoa Quebrada

Canoa Quebrada era uma pacata aldeia de pescadores até os anos 70, quando foi descoberta pelos hippies e transformada em reduto “paz e amor”. Hoje, com acesso asfaltado, eletricidade, pousadas e restaurantes, é um dos destinos mais cobiçados do Ceará. Apesar das facilidades e mordomias, a vila encravada no alto de uma falésia mantém seu astral alternativo.

Na praia, as jangadas rústicas continuam cruzando o mar esverdeado, enquanto as formações multicoloridas espalham-se por todas as direções. De bugue, aprecia-se o dégradé das falésias, com nuances que vão do branco à terracota, sem contar as marmorizadas, encontradas em Ponta Grossa. Ao longo do passeio, uma parada na praia de Majorlândia é obrigatória. Lá é produzido o artesanato típico da região – as garrafinhas com desenhos de areia colorida.

Prática comum entre os turistas hospedados em Fortaleza é fazer um bate-e-volta para Canoa Quebrada – eles saem pela manhã da capital e pegam a estrada novamente no final do dia. A aventura nem sempre agrada por dois motivos: a viagem de 160 quilômetros é cansativa e, quem retorna, deixa de curtir a animada vida noturna da vila.

 

 

Fonte: Férias Brasil

 

Se gostaram das dicas de lugares para lua de mel no Brasil, então curtam e compartilhem esse artigo.

Descubra como ficar viajando barato pelo mundo nesse artigo.

 

 

Lugares para Lua de Mel no Brasil
3.61 (72.14%) 28 votes

PROCURE POR MAIS PROMOÇÕES !

Leave a Reply


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

3 comments

  1. Carol

    Parabéns pelo artigo, gostei muito dos destinos !!!!

  2. Thiago

    Ótimas dicas de onde passar a lua de mel no Brasil ….. adorei os lugares….
    vlw pelas dicas !!!!

  3. Gabriel Ferreira

    Vou me casar em breve e tava procurando destinos para lua de mel.
    Vlw pelas dicas…. Fernando de Noronha com certeza é minha primeira opção.